XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos

36

O Papa Francisco abriu no dia 10 de Outubro, no Vaticano a XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, cujo tema é “Para uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão”. Entendamos primeiro o que é o Sínodo do Bispos: Segundo a Constituição Dogmática Lumen Gentium (Concílio Vaticano II), no seu n. 22, apresenta o episcopado como um “Colégio” que tem à sua frente o sucessor de Pedro, o Papa. Assim procedendo, o documento deixou claro que cabe aos bispos, sempre em união com o Romano Pontífice, em virtude do múnus de ligar e desligar que também receberam, enquanto sucessores dos Apóstolos, participar ativamente nas decisões que afetam a vida eclesial. Deste modo o Sumo Pontífice convoca os bispos do mundo inteiro para tratar de um tema que diz respeito a toda a Igreja. É um evento de comunhão eclesial.

Deste modo explica o tema escolhido para esta Assembleia Geral dos Bispos através do documento VADEMECUM PARA O SÍNODO SOBRE A SINODALIDADE: “Sínodo” é uma palavra antiga e veneranda na Tradição da Igreja, cujo significado recorda os conteúdos mais profundos da Revelação. […] Indica o caminho que os membros do Povo de Deus percorrem juntos. Remete, portanto, para o Senhor Jesus que se apresenta a si mesmo como «o caminho, a verdade e a vida» (Jo 14,6), e para o facto de os cristãos, seguindo Jesus, serem chamados nas origens «os discípulos do caminho» (cf. At 9,2; 19,9.23; 22,4; 24,14.22). A sinodalidade designa, antes de mais, o estilo peculiar que qualifica a vida e a missão da Igreja, exprimindo a sua natureza como Povo de Deus que caminha em conjunto e se reúne em assembleia, convocado pelo Senhor Jesus na força do Espírito Santo para anunciar o Evangelho. Ela deve exprimir-se no modo ordinário de viver e de agir da Igreja. Pelo Batismo, todo o Povo de Deus tem em comum a mesma dignidade e a mesma vocação. Em virtude do nosso Batismo, todos somos chamados a ser participantes ativos na vida da Igreja. Nas paróquias, nas pequenas comunidades cristãs, nos movimentos leigos, nas comunidades religiosas e noutras formas de comunhão, mulheres e homens, jovens e idosos, somos todos convidados a escutar-nos uns aos outros para ouvirmos os murmúrios do Espírito Santo, que vem guiar os nossos esforços humanos, exalando sobre a Igreja um sopro de vida e de vitalidade e conduzindo-nos a uma comunhão mais profunda para a nossa missão no mundo.

Assim sendo, elevemos as nossas orações pelos trabalhos iniciados e que durante os dois anos previstos de duração possamos permitir que o Espírito Santo continue sendo o protagonista da renovação da Igreja.

Mais informações em: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2021-10/papa-francisco-sinodo-igreja-viva-escutar-espirito-sinodalidade.html

https://www.synod.va/it.html

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here