Sexta-feira Santa no Rio de Janeiro

550

RIO DE JANEIRO – O Movimento de Vida Cristã realizou nesta sexta, dia 29, a continuação do retiro de Semana Santa a todos os emevecistas. Em seguida foi celebrada a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo através da liturgia correspondente ao dia, a veneração e procissão do Senhor Morto e, ao final, a liturgia das trevas.

A palestra de hoje foi feita e dada pelo Pe. Fernando Genú no salão da Paróquia de Nossa Senhora da Guia. A meditação explorava o amor e a fidelidade de Jesus até o extremo  e foi partilhada a vários emevecistas que, atentos, escutavam e refletiam.

A liturgia da Paixão foi celebrada também pelo Pe. Fernando Genú. Nela buscou-se a sobriedade da ocasião em cada detalhe. Os cantos,  os espaços de silêncio e a sobriedade dos gestos ajudavam a que se vivenciasse o luto e dor pela morte do Senhor Jesus. A homilia foi breve, conforme recomenda a Igreja para este momento, e refletia em torno do mistério da sexta-feira santa.

A veneração e a procissão foram dirigidas pelo pároco o Pe. Jorge Lutz. Na veneração as pessoas iam com muito recolhimento rezar ao lado do Senhor Morto. A procissão percorreu as ruas Vilela Tavares, Aquidabã, Fábio da Luz, Dias da Cruz e Pedro de Carvalho terminando no próprio templo paroquial. Nesses momentos as orações foram feitas por todos os moradores das respectivas ruas, pedindo a benção de Deus para essas casas e convidando para as demais atividades da Semana Santa.

A liturgia das trevas foi realizada ao término da procissão, dentro do templo paroquial. Essa é uma liturgia antiga na Igreja Católica e representa a presença das trevas e escuridão antes da vinda de Cristo, de sua Paixão e, principalmente, de sua ressurreição.

Clique aqui para ver mais fotos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here