Arquidiocese do Rio de Janeiro nomeia Franz Guillén Gross, coordenador de SOMAR RJ, como responsável da campanha "Rio se Move".

554

O coordenador da Associação Solidariedade em Marcha no Rio de Janeiro e Sodálite, Franz Guillén Gross, foi nomeado pela Arquidiocese do Rio de Janeiro como responsável da campanha “Rio se Move”.

A campanha é uma iniciativa, em parceria com um grupo de instituições católicas alemãs, que a
Arquidiocese do Rio de Janeiro impulsionará, aproveitando o contexto dos Jogos Olímpicos Rio 2016, para deixar legados sociais para Igreja e a cidade.

Franz explica um pouco os objetivos da campanha, que em primeiro lugar busca “dar maior visibilidade a alguns dos projetos existentes no Vicariato da Caridade Social, que realizam um trabalho importante em prol daqueles que muitas vezes ficam esquecidos dentro da dinâmica dos grandes eventos, assim como às iniciativas que a Pastoral do Esporte vem trabalhando ao longo destes últimos anos” das quais poucos conhecem, inclusive dentro do âmbito católico da cidade.

“Uma segunda preocupação que se tem é a de fortalecer estes projetos para que, aproveitando este contexto, sejam capazes de se estruturar melhor, apresentar seu trabalho e criar parcerias que se prolonguem para além dos Jogos Olímpicos. Isso não só em nível local, mas também internacional. Existem muitas possibilidades, mas considero que devemos começar fazendo com que as pessoas conheçam o que já existe”, compartilha Franz.

Dentro da campanha também será possível “promover o voluntariado católico, no assessoramento pedagógico, jurídico, administrativo e em outras necessidades que os mesmos possam vir a ter para poderem oferecer o que tiverem aos projetos”, além de “criar parcerias entre paróquias, empresas, associações, escolas e universidades, que tornem possível ajudar a mais pessoas e cada vez melhor, tudo isto visando uma continuidade para além dos jogos olímpicos”.

Sobre a nomeação, Franz compartilha que, para ele: “Representa uma oportunidade muito concreta de poder servir mais a Cristo naqueles que sofrem e dos quais muitas vezes esquecemos. Ao mesmo tempo, de promover a reconciliação e de criar pontes entre aqueles que podem ajudar e aqueles que precisam de ajuda. O entendo também como um claro reconhecimento do trabalho contínuo que viemos realizando ao longo destes anos, junto com a equipe de Solidariedade em Marcha (SOMAR), de buscar a promoção humana por meio do esporte, visando uma educação integral, que necessariamente se abre à dimensão espiritual da pessoa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here