As diferenças individuais do desenvolvimento e seu impacto sobre a formação da personalidade

3376

Com esta pesquisa pretendo analisar os fundamentos do desenvolvimento das diversas individualidades humanas e seu impacto na formação da personalidade de cada pessoa. Tentarei compreender os diversos fatores que intervêm no desenvolvimento do ser humano, entre eles, a herança, o ambiente, as relações emocionais, o caráter e o desenvolvimento cognitivo.

Utilizarei como referência as leituras básicas da unidade e também o livro de Diane Papalia e mais duas autoras, chamado Psicologia do desenvolvimento (Editora McGraw Hill, décima primeira edição, 2009), especialmente nos 5 fatores de influência mencionados nas atividades de aprendizagem.

Objetivos:

  1. Conhecer e valorizar os momentos, etapas e influências de nossa vida, desde antes de nascer até nossa morte.
  2. Compreender a permanência e o desdobramento de nossa vida, quer dizer, descobrir que características mudam e quais continuam existindo ao longo de nosso desenvolvimento.

 

Tipos de desenvolvimentos:

  1. Qualitativos: quando existem mudanças na identidade (mudança de personalidade, opções de vida modificadas, etc).
  2. Quantitativos: quando existe um simples incremento em uma característica prévia existente (a estatura, por exemplo).

 

Dimensões do indivíduo a serem desenvolvidas:

  1. Dimensão físico-biológica.
  2. Dimensão Intelectual
  3. Dimensão da personalidade.
  4. Dimensão das relações sociais.

Tipo de influências no desenvolvimento humano:

  1. Influências normativas e não normativas: as primeiras são as características similares e comuns à maioria das pessoas de um mesmo ambiente e as segundas são os aspectos esporádicos e atípicos que também podem surgir.
  2.  Influências relacionadas com o contexto:
  • Microssistema: o ambiente imediato mais próximo (lar, vizinhança, colégio, pais, irmãos).
  • Mesossistema: a relação entre estes ambientes.
  • Exossistema: os grandes sistemas ambientais e institucionais (Estado, Igreja, Cultura).
  • Macrossistema: os valores proporcionados pelos exossistemas.

Considerações essenciais para a compreensão do desenvolvimento humano:

  1. Considerar o homem em toda a sua integralidade, sem deixar de lado nenhum aspecto de seu ser.
  2. Levar em conta que existem fatores contínuos e outros descontínuos.
  3. Considerar o acúmulo das experiências: costuma-se estabilizar o que se experimenta como bom e costuma-se tentar mudar o que se experimenta como mau.
  4. Nem todas as dimensões crescem da mesma maneira. Existem repetições e fases de ajuste, assim como períodos críticos onde as experiências produzem maior impacto.
  5. Os fatores pessoais modificam e especificam o desenvolvimento, assim como os fatores culturais do ambiente.

Aprofundamento de alguns aspectos:

A influência da herança genética e do ambiente.

A educadora Diane Papalia, em diálogo com suas colaboradoras, afirma que “algumas influências sobre o desenvolvimento originam-se principalmente com a herança, os traços inatos ou características herdadas dos pais biológicos. Outras influências provêm principalmente do ambiente interno e externo, o mundo fora da criança, que começa quando ela ainda está no ventre materno e a aprendizagem que provém da experiência – incluindo a socialização, a indução da criança ao sistema de valores da cultura” (D. Papalia. (2009). Psicologia do desenvolvimento. México: McGraw Hill, P. 11).

Praticamente em um único parágrafo reúne os fatores que influenciam o desenvolvimento humano. Pois bem, neste ponto (6.a) interessa-nos especialmente a relação entre a herança genética e o ambiente.

Ela mesma se pergunta: “qual destes fatores – herança ou ambiente ─ tem mais impacto sobre o desenvolvimento? (…) A pesquisa a respeito de quase todas as características indica uma mistura de herança e experiência. Deste modo, embora a inteligência seja fortemente afetada pela herança, os fatores ambientais como a estimulação parental, a educação e a influência dos companheiros também influem neste sentido” (lug. cit. P. 12)

Chegamos, então, a uma primeira e importante conclusão, embora obviamente incompleta, de que todos os fatores devem ser tomados em consideração para analisar o desenvolvimento pessoal. Talvez a pergunta não seja qual influencia mais, ou qual é mais importante e determinante, mas como se deu a complementaridade entre os dois ou mais fatores e como descobrir a influência de cada um deles na criança e seu processo.

Caráter, relações emocionais e dimensão cognitiva:

Acredito que estes fatores estão enquadrados dentro da herança genética e do ambiente. Poderíamos esquematizá-los como subtítulos deles, já que o caráter está influenciado pelas características herdadas, mas também pelo fluxo de informações desde o ventre materno. Do mesmo modo, as relações emocionais dependem muito do ambiente familiar, especialmente do pai e da mãe. Também será necessário observar a educação e os estímulos por parte dos pais, para estimular ou, pelo contrário, desacelerar a dimensão cognitiva da criança.

Torna-se necessário também analisar o núcleo familiar em que a criança nasce e também a raça em que está inserida, inclusive pelo contexto cultural em que tal raça pode ser contextualizada e as reações para com ela.

Conclusão

Cada ser humano é único e irrepetível e sempre será um mistério entender todos os fatores que levaram um ser humano ser quem é. Não só pela quantidade de fatores que intervêm no desenvolvimento e que iremos estudando pouco a pouco, mas sim porque considero que existem fatores misteriosos e inefáveis que são mais difíceis de considerar.

Sobre estes últimos estou fazendo referência, por exemplo, ao influxo da graça de Deus e à intervenção divina, que vêm diretamente da providência e da inteligência amorosa e livre de Deus, que pode intervir silenciosamente no desenvolvimento de uma criança. Inclusive, também temos que mencionar, a influência da Virgem Maria, também educadora e participante do desenvolvimento de seus filhos, especialmente de alguns escolhidos, sem nenhum tipo de merecimento prévio.

Abre-se a possibilidade e o convite maravilhoso de seguir aprofundando em cada um dos fatores que influenciam as etapas da vida para poder ir respondendo às perguntas sobre o crescimento da criança e do ser humano em todas as suas etapas. É uma importantíssima tarefa e cada vez mais necessária para nosso tempo, pois o desafio da educação das crianças requer todas análises possíveis e também o desafio de responder a influências cada vez mais agressivas e determinantes da cultura, que influenciam o crescimento dos indivíduos que estão sob nosso amparo e custódia.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here