Caminho para Deus 130 – Natal é Jesus

2543

Natal é um mistério de fé: o mistério do nascimento do Menino Deus, do doce Senhor Jesus.

Dentro de pouco tempo estaremos celebrando uma festa que certamente tem um significado especial para todos nós: o Natal. Embora a importância do nascimento do Menino Deus para todos os cristãos seja algo patente, não poucas vezes o mundo em que vivemos trivializou o verdadeiro sentido e significado da celebração do Natal. Por isso tem uma especial importância, embora já o tenhamos feito em outras ocasiões, meditar e aprofundar neste acontecimento magno de nossa história: a vinda do Senhor Jesus. Desta forma poderemos dispor e preparar melhor nossos corações para acolher o Menino Deus.

A Sagrada Escritura nos oferece luzes muito orientadoras e qüestionantes para categorizar a experiência do nascimento do Senhor com olhos de fé: «O Verbo era a luz verdadeira que ilumina todo homem; Ele vinha ao mundo.Ele estava no mundo, e o mundo foi feito por meio dele, mas o mundo não o reconheceu. Veio para o que era seu e os seus não o receberam. Mas a todos que o receberam deu o poder de se tornarem filhos de Deus: aos que crêem em seu nome».[1]

Jesus de Nazaré, o Filho de Maria, é o Senhor! O Natal recorda essa verdade fundamental de nossa reconciliação. Não é simplesmente um fato que ficou no passado, mas também um acontecimento ao mesmo tempo histórico e transcendental que, ocorrido há pouco mais de dois mil anos, desdobra-se com a força de sua graça vivificante através do tempo. Por isso, devemos recordar que «Jesus Cristo é o mesmo, ontem e hoje; ele o será para a eternidade!»[2].

Desta forma, Deus chegou a ser verdadeiramente o Deus conosco, o “Emanuel” esperado pelos séculos, Alguém de quem não nos separa nenhuma barreira: «enquanto menino, fez-se tão próximo a nós, que lhe dizemos sem temor tu, podemos tratá-lo por tu no imediatismo do acesso ao coração infantil»[3].

O QUE É O NATAL?

Natal é Jesus.

Natal é um mistério de fé: o mistério do nascimento do Menino Deus, do doce Senhor Jesus.

Natal é o despertar do homem, porque Deus mesmo se faz homem, é surgir entre os mortos porque o Autor da vida nos ilumina com o esplendor de sua luz.

Natal é o surgimento da Vida que destrói a morte, do Sol de Justiça que dissipa as trevas do pecado e da mentira, do Menino que nos ensina que é valioso ser homem porque Ele, Deus verdadeiro, fez-se homem verdadeiro, por amor a nós; que nos convida a nos fazermos meninos como Ele para podermos entrar no Reino de sua amizade eterna.

Natal é a celebração da vinda daquele que sendo rico se faz pobre para nos enriquecer com sua pobreza, do Salvador esperado por todos os tempos, da alegria do justo porque se aproxima sua recompensa, do consolo do pecador porque se aproxima seu perdão. É o nascimento da fé, da esperança e do amor, do Menino do Amor.

Natal é a sublime manifestação da força todo-poderosa do Menino que faz estremecer com sua alegria as pedras do inferno e racha a dureza de nosso coração para que brote torrencialmente a água que ele nos dá de beber com sua vida.

Natal é o nascimento da Luz que ilumina todo homem que vem a este mundo, da Justiça que do céu cai sobre nós, da Verdade que brota fértil do chão do amor, da Paz para o coração que faz ao homem de boa vontade unir-se a seus irmãos humanos com o suave vínculo da caridade fraterna.

Natal é o nascimento do Bom Pastor que veio buscar a ovelha perdida para carregá-la sobre seus ombros e conduzi-la de novo ao redil do Pai, e gozar ali do pasto frondoso que brota nas colinas eternas.

Natal é o nascimento do Menino Jesus no Presépio de Belém e também seu nascimento no humilde presépio de nosso coração.

A estas alturas podemos nos perguntar: E então, todos os dias são Natais? Nem todos os dias do ano calendário são Natais, mas todos os dias do coração sim devem sê-lo.

FAZERMO-NOS MENINOS COMO O MENINO

Na Noite Feliz as primeiras palavras do anjo aos pastores de Belém, foram: «Não temais! Eis que eu vos anuncio uma grande alegria, que será para todo o povo: Nasceu-vos hoje um Salvador, que é o Cristo-Senhor, na cidade de Davi. Isto vos servirá de sinal: encontrareis um recém nascido envolto em faixas deitado em uma manjedoura»[4].

Deus se faz menino e às vezes esquecemos o que isso significa, pois um menino humano não pode bastar-se por si mesmo, necessita de seus pais para sobreviver. Deus se faz verdadeiramente um menino! É algo incompreensível! O Todo-poderoso se faz um frágil Menino aos cuidados de Maria e de José!

No Natal Jesus se faz homem para que o homem se faça partícipe da divindade. E com Santo Agostinho é válido nos perguntarmos que maior motivo de festa poderíamos ter que tão magna ocasião. «Celebremos, pois, com alegria, a vinda de nossa salvação e redenção. Celebremos este dia de festa, no qual o grande e eterno Dia, engendrado pelo que também é grande e eterno Dia, veio ao dia tão breve desta nossa vida temporal»[5].

A condição de Jesus Menino nos indica como responder à nossa identidade de filhos. Somos verdadeiramente filhos no Filho. Por isso Santo Agostinho se pergunta admirado: «Que maior graça pôde nos fazer Deus? Tendo um Filho único o fez Filho do homem, para que o filho do homem se fizesse filho de Deus»[6].

É a partir daí que se têm que entender suas palavras: «Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos Céus»[7]. Quem não se aprofundar cada vez mais no mistério do Natal não poderá aprofundar em um dos mistérios mais importantes da vida cristã: a Encarnação. E quem não o assume em sua existência não poderá acessar o Reino de Deus, o Reino dos meninos de coração.

Habitualmente são os adultos que mais coisas da vida ensinam aos meninos. Mas também é verdade que os meninos ensinam grandes coisas aos adultos. Quanto mais não educará o Menino Deus a toda pessoa! O paradoxal deste Menino é que nos ensina a caminhar sempre pelo Plano do Pai, a trabalhar sempre segundo o máximo de nossa capacidade e ao máximo de nossas possibilidades em nossas circunstâncias concretas, a pensar retamente, a amar com um coração puro e a orientar nossa vontade para o bem, quer dizer, ensina-nos a ser pessoas autênticas, homens de verdade.

Por tudo isso São Leão Magno explica que «Deus verdadeiro nasceu na íntegra e perfeita natureza de verdadeiro homem, totalmente divino no seu, totalmente humano no nosso»[8].

SEGUIR O MENINO COM MARIA

Em meio a uma cultura e um mundo cada vez mais secularizados, no qual o ser humano está acostumado a ter medo diante do que Deus lhe possa manifestar, Maria nos entrega, no mistério do Natal, seu Filho Jesus. Um Menino que não atemoriza nem inspira desconfiança, pelo contrário, desperta no coração humano seus desejos mais profundos. O Menino Jesus no presépio nos assinala atitudes importantes em nossa vida cristã, próprias dos meninos: alegres, admirados diante de a realidade e diante das pessoas, abertos, generosos, transparentes, ternos, espontâneos, sem malícia, confiantes, bondosos, limpos de coração e sobretudo dóceis ao Plano do Pai. Quanto não terá conservado e meditado a Mãe sua experiência de Menina diante das atitudes daquele que, sendo Deus verdadeiro, fez-se Menino por amor em seu seio puríssimo?

CITAÇÕES BÍBLICAS

  • Atitudes corretas diante do mistério da Anunciação-Encarnação e seu desdobramento no Natal: Santa Maria (Mt 2,11; Lc 1,26-38; 39-45; 46-56; 2,5-7.16-19), São José (Mt 1,18-25; 2,13-23), Santa Isabel (Lc 1,41-45), os pastores (Lc 2,8-20), os magos do oriente (Mt 2,1-12), os anjos (Lc 2,8-14).
  • Atitudes erradas diante do mistério do Natal: Herodes (Mt 2,1-18), aqueles que lhe negam pousada (Lc 2,6-7).
  • Jesus é o Emanuel, o «Deus conosco»: Is 7,14.
  • Fazer-nos meninos como o Menino para entrar no Reino dos céus: Mt 18,3.
  • O Menino Jesus é a luz verdadeira que ilumina todo homem e lhe mostra sua identidade de filho de Deus: Jo 1,9-12.
  • A graça do nascimento do Menino Jesus se desdobra na história: Hb 13,8.

PERGUNTAS PARA DIÁLOGO

SOBRE O NATAL

     Em meio da atividade e do tumulto que caracterizam esta época do ano faz-se imprescindível fazer uma parada no caminho para entrar em nós mesmos e alentados pela atitude reverente de Santa Maria, fazer uma reflexão sobre nossa preparação e vivência do mistério do Natal-Encarnação. Este breve esquema pretende ser uma ajuda para seu próprio exame pessoal ou uma guia para o diálogo comunitário.

+ O Natal é um tempo de celebração, mas você poderia explicar o que você celebra? Resuma-o em uma frase.

+ Como você vê a profundidade do mistério que encerra o Natal? Faça uma lista das conseqüências deste mistério de nossa fé.

+ Que meios concretos você vem pondo para se preparar para viver o Natal de uma maneira profunda e conseqüente? Como você pode se preparar melhor para celebrar o Natal-Encarnação? Faça uma lista de meios concretos.

+ Como você está preparado para acolher o mistério do Natal? Seu coração está bem disposto para receber o Senhor Jesus ? Enumere os principais pontos a trabalhar para ter uma melhor preparação.

+Como está seu caminho de conversão, de configuração com o Senhor Jesus? Você vive em tensão de luta, cada dia, por encarnar cada vez mais a Cristo? Ou está instalado e satisfeito com o que tem?

+ No apostolado transmitimos o Senhor Jesus aos nossos irmãos. Você vive o serviço apostólico como um ato de amor?

+ Nunca nos cansamos de dizer que “ninguém dá o que não tem”. Enumere as coisas que você leva dentro de si e que pode oferecer a quem evangeliza.

+ O Natal é também uma ocasião de alegria profunda e de esperança. Comente as coisas que o afastam da alegria, enchendo-o de pessimismo e desesperança e proponha meios concretos para superar estas dificuldades.

+ Santa Maria se maravilha com tudo o que revela a Noite de Natal, assombra-se e alegra-se diante do milagre de trazer para o mundo o Reconciliador. Como você vive essa alegria e esse assombro?



[1] Jo 1, 9-12

[2] Hb 13,8

[3] Card.  Joseph Ratzinger, Imágenes de la esperanza. Itinerários por el año litúrgico, Encuentro, Madri 1998, p. 12.

[4] Lc 2, 10-12

[5] Sermão 185

[6] Lug. cit.

[7] Mt 18, 3

[8] Homilia III sobre a Natividade, n. 2

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here