Crônica da Viagem do MVC Aparecida ao Peru e Colômbia

684

Dos dias 14 a 31 de janeiro 11 jovens de Aparecida viajaram para o Peru e Colômbia para conhecerem a Família Sodálite nestes países, fazer trabalho missionário e um pouco de turismo. Confira a seguir uma breve crônica da viagem e a experiência de alguns viajantes.

foz-do-iguacuA viagem começou com uma breve passada por Foz do Iguaçu pelo primeiro grupo. Foi uma grata surpresa, pois não estava previsto no roteiro. O primeiro grupo de quatro curtiu uma paisagem fantástica, que já os foi preparando para o encontro com Deus, para o que estava reservado para eles nos próximos dias.

albergue-san-lucasNa manhã do dia 15 o restante do grupo chegou e aproveitamos o dia para conhecer o MVC Callao, acompanhados por Bruna e Pedro, um simpático casal de agrupados. O dia começou com uma visita ao Albergue (asilo) San Lucas. Uma bonita experiência, onde os jovens puderam dar e receber um pouco de amor e carinho dos idosos. Momento especial foi a oração do Angelus com eles.

Após almoçarmos frutos do mar (muito típico no Peru), fizemos um breve passeio por La Punta e alguns conheceram o interior de um submarino.

cp-san-borjaO dia seguinte começou muito bem. Participamos de uma Missa no CP (Centro Pastoral) San Borja. O Padre Felipe, sodálite brasileiro, celebrou a Santa Missa especialmente para o grupo. Junto com a gente também estiveram jovens do MVC SP e as fraternas Camila Vilas e Vanessa Brenner, que acompanhou o nosso grupo em alguns momentos da viagem.

16.-sao-pedro e villa caritas (27)Após um delicioso almoço no Pardo’s Chicken (franquia muito famosa no Peru), fomos conhecer dois colégios, que expressam a proposta sodálite de uma educação católica integral na fé e nos valores: Colégio São Pedro e Villa Cáritas, administrados pelos sodálites e pelas fraternas respectivamente.

DCIM100GOPROGOPR1990.Neste mesmo dia também conhecemos uma bonita e grande obra sodálite, a Paróquia Nossa Senhora da Reconciliação, que fica num bairro chamado Camacho. Os jovens conheceram o templo e a excelente estrutura do Centro Pastoral, que pela recente celebração dos 25 anos da Paróquia inaugurou alguns novos espaços, dentre eles uma moderna sala de cinema.

O dia seguinte esteve dedicado às compras no Mercado Inka e ao contato mais próximo com a Família Sodálite. As meninas almoçaram na comunidade de fraternas em Barranco e os homens almoçaram na comunidade sodálite em Camacho. À tarde todos nos encontramos em outro Centro Pastoral: Cristo Reconciliador. Neste CP, rezamos o terço com agrupados locais e depois participamos da Santa Missa.

A noite terminou com uma saída com alguns sodálites, Ricardo Salas e Piero Gamarra, para nos introduzirem um pouco mais à culinária peruana: o chifa. Trata-se de uma fusão da culinária chinesa com a peruana.

igreja-nazarenasO domingo começou com uma intensa visita ao Centro de Lima, para conhecermos principalmente bonitas Igrejas, onde estão presentes as raízes católicas do Peru. Começamos conhecendo a Igreja das Nazarenas, onde está a maior devoção peruana: O Señor de los Milagros. Durante o mês de outubro, cerca de 2 milhões participam da festa e procissões.

santa-rosaDepois fomos conhecer a Igreja e a casa de uma grande santa peruana, a primeira da América Latina: Santa Rosa de Lima. Além de termos aprendido muito com a santidade dela, pudemos deixar um pedido no poço de intenções que fica na casa da santa.

dominicanosO próximo destino foi a Igreja dos Dominicanos, onde estão relíquias de Santa Rosa, São Martinho e São João Macias. Nesta Igreja fizemos uma visita guiada, onde aprendemos um pouco sobre as raízes católicas do Peru. Impressionou muito o grupo a religiosidade das pessoas.

parque-das-aguasApós almoçarmos em um agradável lugar, o restaurante El Estadio, fomos para um simpático passeio: o Parque das Águas. Coincidentemente ele estava sendo reaberto neste dia, no contexto dos 480 anos de fundação da cidade de Lima. Foi uma tarde e noite muito agradável.

Os seguintes três dias foram reservados para o trabalho missionário. Os homens ajudaram no Projeto Bridges e as meninas foram voluntárias em Cruz Blanca, um importante projeto a cargo das fraternas.

Cruz-blanca-geralNo primeiro dia todos fomos conhecer Cruz Blanca. Trata-se de acampamentos de verão para crianças bem pobres. Quando chegamos havia começado um para cerca de 180 meninas. Esse projeto é bem interessante, pois busca forjar valores nestas crianças durante os 15 dias de acampamento, além de ajudar em suas necessidades concretas, para que ao voltarem às suas casas possam ser uma luz para suas famílias.

taller-meninas11As agrupadas contaram que percebiam o carinho que as fraternas e voluntárias tinham com as crianças e como as via se transformando, visto que várias já participam há alguns anos. As agrupadas tiveram três dias muito intensos de muita doação e entrega. Foi exigente, mas deu muitos frutos. Uma experiência que guardarão por toda a vida.

bridges10No projeto Bridges os meninos colocaram a mão na massa. Venderam roupas num brechó e com esse dinheiro compraram materiais para reformarem um comedor (local em que se vende comida bem barata para pessoas carentes da comunidade). Também tiveram momentos de brincadeira com crianças de Pamplona, região muito pobre de Lima.

lagoa-llanganucoOs seguintes dias estiveram mais voltados ao turismo. Fomos dois dias a Huaraz, onde há uma comunidade de fraternas e o MVC. Pudemos conhecer vários lugares legais, dentre eles a Lagoa Llanganuco (onde fizemos um simpático passeio de barco) e o Nevado Pastoruri (um lindo lugar que fica a 5240m de altura). No fim do dia tivemos um compartilhar com as fraternas e o nevado-pastoruriMVC Huaraz e participamos de uma Santa Missa no Seminário.

Os quatro dias seguintes passamos em um dos mais esperados destinos: Cuzco. Uma cidade muito legal, onde os emevecistas aparecidenses se sentiram bem em casa.

cuscoApós nos aclimatarmos, fomos no dia seguinte participar da Santa Missa na impressionante Catedral de Cuzco e conhecer algumas cidades incas.

machu-picchuNa segunda fomos conhecer uma das sete maravilhas do mundo: Machu Picchu. Um lugar realmente impressionante, onde percebemos a beleza da criação de Deus e a grandeza do homem. Um lugar muito especial, que nos remete muito a Deus, a quem somos. Inumeráveis e fantásticas são as paisagens, que mereceram muitas fotos do nosso grupo.

machu-picchu-fechadoTivemos uma bonita experiência espiritual logo ao chegarmos. Estava chovendo e o tempo estava muito fechado. Alguns do grupo estavam bem desanimados e até de mau humor, pois haviam pago um valor elevado neste passeio e estavam com a sensação de terem desperdiçado tempo e dinheiro. Foi mais uma ocasião de aprendermos a confiar mais em Deus e sabermos que Ele nunca nos decepciona.

machu-picchu-mvcApós quase uma hora de passeio o tempo começou a abrir e as nuvens que estavam cobrindo a bela paisagem de Machu Picchu foram pouco a pouco se dissipando. Durante o resto do dia tivemos um calor intenso e uma vista limpa da fantástica paisagem.

Finalizamos a viagem com uma grata e agradável surpresa: Medellin. Pensamos inicialmente voltar por esse país por ser praticamente o mesmo preço a passagem e também por termos a oportunidade de conhecer mais um país e a Família Sodálite deste lugar.

Foi uma grata surpresa porque fomos muito bem acolhidos pelos “paisas” (colombianos desta região). Os agrupados ficaram em casas de famílias de emevecistas, que os acolheram com muito carinho.

praca-armasAproveitamos o dia para conhecer muitos lugares de Medellin: lindas Igrejas, praças, museus, metro Cable (teleférico que percorre trechos da cidade em uma grande altura, possibilitando uma bonita vista de Medellin) e o pueblito paisa. A noite fechou com chave de ouro. Tivemos um simpático encontro com sodálites, fraternas e agrupados do MVC Medellin, na comunidade sodálite Nuestra Señora de la Candelaria.

medellin-encontro-mvcEncontramos também alguns amigos que fizemos na época da JMJ. São jovens colombianos que foram acolhidos na Paróquia Santo Afonso na Semana Missionária. Cesar Olmos, generosamente nos acolheu e acompanhou durante todo o dia. Também encontramos a Ana Cristina, Mauricio e Daniel.

No dia seguinte partimos para Lima, para voltarmos ao Brasil, pois já estávamos com saudades de nossa terra, de nossa família e da nossa comida…

Agora nos corresponde atesourar como Maria a intensa experiência e fazer dar frutos aqui em Aparecida.

Confiram o álbum de fotos da viagem.

Alguns agrupados também partilharam um pouco de sua experiência. Confira abaixo:

laice-daianePara mim uma experiência maravilhosa. O meu principal objetivo foi um aprofundamento espiritual. Tive muitas conversas  com Deus que me aprofundaram na fé… A experiência de conhecer o MVC no Peru e Colômbia foi fantástica. O carinho e a hospitalidade das pessoas foram indescritíveis. Culturas, comidas, costumes distintos que experimentamos nos fez crescer e nos divertir muito. Deus nos acompanhou a cada passo que demos e nos permitiu aprofundar na espiritualidade e  além de surgir muitas ideias novas para MVC Aparecida. Laice e Daiane

A viagem foi um sucesso! Por estar mais próxima de meus irmãos e por ter conhecido as belezas do mundo e visto como Deus é grande! Larissa

renataNesta viagem tive a oportunidade de conhecer o MVC com mais afinco. Não só conheci como também vivi no acampamento para meninas, Cruz Blanca. Encantou-me ver a dimensão do trabalho que as fraternas realizam com as crianças. Lá as crianças dão um show de ensinamentos, nelas eu vi a solidariedade, o compartilhar o alimento com próximo, vi a obediência e principalmente a fé. Foi marcante em minha vida conviver, ainda que por pouco tempo, com pessoas tão iluminadas.

Agradeço também o acolhimento que recebi de todos os irmãos sodálites, as fraternas, as servas e os agrupados. Todos nos trataram com tanta fraternidade e atenção que isso me marcou muito também. Renata

pauloQuinze dias, dois países, muitas amizades e experiências inesquecíveis. E muita intimidade com o Senhor! Nossa viagem ao Peru e Colômbia foi um tempo de muita graça, onde tivemos a oportunidade de conhecer a fundo a espiritualidade e o que Deus tem feito de concreto através dos sodálites e agrupados do Movimento de Vida Cristã. Em toda essa viagem três palavras ficaram muito fortes em meu coração: viver, amar e servir. Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here