Maria e a virtude da piedade ou amor a Deus

1274

Hoje meditaremos, guiados pelo exemplo de Maria, na importante virtude da piedade ou amor a Deus. Por esta virtude nos tornamos mais sensíveis à presença de Deus em nossas vidas e assim podemos responder com mais prontidão ao Plano de Deus para cada um de nós.

Primeiro mistério: A anunciação a Maria.

“Eu sou a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” (Lc 1,38a).

Meditação: Surpreende uma resposta tão pronta, um compromisso tão forte, vindo de uma mulher tão jovem, como era Maria na hora da Anunciação. Qual é o seu segredo? Certamente, Maria tinha adquirido o hábito de guardar as coisas no coração, de meditar a Palavra de Deus e estar atenta à sua presença na sua vida. Ela era uma mulher profundamente piedosa, uma mulher de fé.

Oração: Santa Maria, Mãe querida, educa-nos para crescermos cada dia mais na virtude da piedade, para percebermos como Tu sempre o fizeste a presença de Deus em nossas vidas e ter sempre uma atitude reverente e atenta ao que Ele nos pede.

Segundo mistério: A visitação.

“Minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito exulta em Deus em meu Salvador, porque olhou para a humilhação de sua serva. Sim! Doravante as gerações todas me chamarão de bem-aventurada, pois o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor” (Lc 1,46-49a).

Meditação: Somente uma pessoa que conhece profundamente as Escrituras, que se dedica diariamente a meditá-la e descobrir seu sentido na própria vida, é capaz de entoar um cântico como o que Maria entoou na casa de Isabel. Este cântico mostra um coração que não está fechado em si mesmo, mas que reconhece sempre com gratidão as bênçãos de Deus na própria vida e na vida do Povo de Deus.

Oração: Santa Mãe, sabemos que só um coração piedoso, amante de Deus, pode ser também um coração agradecido, porque é sensível às bênçãos recebidas dEle. Intercede por nós para termos também corações piedosos e gratos a Deus, como é o teu coração.

Terceiro mistério: O nascimento de Jesus.

“Na mesma região havia uns pastores que estavam nos campos e que durante as vigílias da noite montavam guarda a seu rebanho. O Anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor envolveu-os de luz; e ficaram tomados de grande temor. O anjo, porém, disse-lhes: “Não temais! Eis que hoje vos anuncio uma grande alegria, que será para todo o povo: Nasceu-vos hoje um Salvador, que é o Cristo-Senhor, na cidade de Davi”” (Lc 2,8-11).

Meditação: Os primeiros a receber a Boa Notícia do nascimento do Menino Jesus são os pastores, pessoas simples e solitárias, acostumadas a passar por longos períodos de silêncio, entre os animais e a natureza. Eram pessoas que também se dedicavam à oração e meditação da Palavra de Deus.

Oração: Santa Maria, somente um coração piedoso pode ser verdadeiramente simples e humilde, porque sabe que depende totalmente da tua bondade e providência. Ajuda-nos a ter corações piedosos e simples, para sermos daqueles pequeninos e humildes que despertaram o louvor de Jesus ao Pai e não daqueles sábios deste mundo, para os quais as maravilhas de Deus sempre ficam ocultas.

Quarto mistério: A apresentação no templo.

“Quando se completaram os dias para a purificação deles, segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém a fim de apresenta-lo ao Senhor, conforme está escrito na Lei do Senhor: Todo macho que abre o útero será consagrado ao Senhor, e para oferecer em sacrifício, como vem dito na Lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos” (Lc 2,22-24).

Meditação: José e Maria são pessoas piedosas, que cumprem com as tradições e rituais da Antiga Aliança, como era o da purificação da Mãe 40 dias depois do parto e o resgate que tinha que ser pago pelo primogênito. Assim também nós hoje, precisamos da virtude da piedade para valorizar o dom da Eucaristia e dos demais Sacramentos, participando de forma cada vez mais ativa e reverente destes canais ordinários que Deus nos oferece para nossa salvação.

Oração: Santa Maria, Mãe piedosa e reverente, ajuda-nos a valorizar cada dia mais os sacramentos, especialmente a Eucaristia. Que ela seja realmente o cume e a fonte de toda a nossa vida cristã.

Quinto mistério: O menino Jesus é encontrado no templo.

“Então Jesus entrou no Templo e expulsou todos os vendedores e compradores que lá estavam. Virou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: Minha casa será chamada casa de oração. Vós, porém, fazeis dela um covil de ladrões!” (Mt 21,12-13).

Meditação: O que teria visto naquela ocasião o Menino no templo, que o levou a ficar mais alguns dias, discutindo com os doutores da lei? Provavelmente algo muito parecido ao que viu muitos anos depois, quando expulsou os vendedores do Templo. Eles tinham transformado a Casa de Oração numa cova de ladrões! O Filho de Maria, o Filho de Deus, era também um homem profundamente piedoso.

Oração: Santa Maria, a Igreja é a tua Casa, e nós somos sempre convidados a celebrar contigo os mistérios do teu filho. Concede-nos corações piedosos e reverentes para com a Igreja, a Casa de Deus, zelo e carinho pela realidade física e espiritual que ela é.

 

Martin Ugarteche Fernández
Membro do Sodalício de Vida Cristã desde 1996. Nascido no Peru em 1978, mora no Brasil desde 2001. Por muitos anos foi professor de Filosofia na Universidade Católica de Petrópolis. Atualmente faz parte da equipe de formação do Sodalício, é diretor do Centro de Estudos Culturais e desenvolve projetos de formação na Fé e evangelização da cultura para o Movimento de Vida Cristã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here