Meu marido me traiu!

162

A dor da traição é uma dor conhecida pelo mundo da Bíblia. Se o inimigo viesse insultar-me, poderia aceitar certamente; mas és tu, companheiro e amigo com quem tive agradável convívio, (Sl 54, 13-14) que erguestes teu pé contra mim” (Sl 40,10b.)

Diante destas dores, como não sentir aquela contradição que nos conduz do amor ao ódio, numa intensa busca de explicaçõesO que Deus espera de nós diante destas dolorosas realidades?

Guia prático

1. O que sinto? O que vou fazer em relação a isso?

Medite, converse com pessoas prudentes, chore no colo dos seus pais, e não esqueça de falar com Deus: peça a Ele a Sabedoria de amar. As feridas do nosso coração não podem nos afogar. Devemos levantar e nadar neste mar de dificuldades, e levar o nosso interior à luz da verdade, onde o coração novamente conseguirá amar e ser feliz. A Graça Divina nos ajuda nisso. Não perca a esperança de ser feliz e busque preservar todas aquelas coisas boas da relação.

2. Converse com ele: O que ele sente? O que ele vai fazer?

Este é um momento difícil, mas necessário. Confrontar-se com o companheiro é necessário para esclarecer pontos importantes. Por exemplo: O que ele pensa sobre o que aconteceu? Qual o motivo que ele teve? O que ele quer fazer daqui para a frente? Qual opção os dois desejam tomar? O que vai mudar?

3. Quem somos? O que significa o nosso compromisso?

Finalmente, deve ser levada em consideração toda a história do casal, o compromisso que fizeram juntos, os filhos. É importante um esclarecimento que possa reformular a maneira como vivem essa relação. Não basta ficar no nível emocional; os dois devem tomar, com calma e de maneira amadurecida, as próximas decisões.

Responder a tudo isso talvez não seja fácil, nem vai apagar as dores e o desafeto da confiança perdida, mas deve ser a base de uma nova experiência, que só um coração cristão, que aprendeu a perdoar, poderia conceber. Sim, é neste sacrifício, nesta abnegação, que o verdadeiro amor se manifesta.2

COMPARTILHAR
Fábio Santos Araújo
Membro do Sodalício de Vida Cristã, do Rio de Janeiro. Formado em Filosofia, e cursando o curso de Teologia na Universidade Católica de Petrópolis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here