Santo Antônio de Pádua, doutor da Igreja

344

Santo Antônio é um personagem muito famoso na Igreja. Aqui no Brasil ele é conhecido por ser o “santo casamenteiro”, mas sua história nos mostra um homem que fez e faz muito mais que interceder por essa causa. Ele é um dos doutores da Igreja o que significa que contribuiu de modo significante para a predicação e desenvolvimento da fé que professamos. Ele viajou por diversos lugares de missões para fazer suas predicações e era já em vida tido como uma pessoa muito santa. Teve também de lutar por sua vocação contra seus familiares que não compreendiam sua decisão. Se nos aproximarmos um pouco do santo, poderemos crescer bastante em nossa vida espiritual.

Ele ficou conhecido por ser o santo de Pádua porque dedicou-se muito ao apostolado naquela cidade. Sua Basílica, uma das atrações centrais do lugar, reúne peregrinos do mundo inteiro que podem testemunhar os frutos de sua predicação e dedicação. Ali se encontram várias relíquias do santo e realmente impressiona o movimento que atrai. O santo, no entanto, não é italiano de origem. Ele nasceu em Lisboa, Portugal, o que o une de modo especial a nós brasileiros. É um santo que fala a nossa língua. E por conta das muitas viagens missionárias que realizou, também é chamado do santo de todo mundo.

Uma das coisas que impressiona em Antônio foi a sua convicção vocacional que o fez perseverar mesmo quando foi incompreendido pelas pessoas mais próximas. De fato, o seguimento de Cristo implica, talvez mais hoje em dia por conta da constante secularização da cultura, um rompimento com aquilo que é o considerado “normal”. Ser um verdadeiro cristão passa por estar no mundo, mas sem ser do mundo. E esse mundo não reconhece aqueles que vivem no Espírito da Verdade, o Espírito Santo, justamente porque estão envoltos na mentira. Isso, necessariamente, traz perseguições. Aliás, a liturgia desses dias nos está trazendo o sermão da montanha, no qual Jesus justamente nos mostra que o ideal cristão é o contrário daquilo que o mundo considera como ideal.

Outro elemento importante de ressaltar no Santo que celebramos hoje é a sua formação. Como doutor da Igreja, teve todos os seus sermões publicados e escreveu obras importantes de espiritualidade que certamente podem ajudar a que entendamos melhor a nossa fé para poder interioriza-la melhor e vive-la melhor. A formação na fé é uma dimensão que atualmente precisa ser sempre reforçada. Se vivemos uma fé muito sentimental poderia acontecer que esvaziemos o conteúdo daquilo que acreditamos e deixemos que os sentimentos falem mais alto que a razão. Isso não significa que os sentimentos sejam algo ruim, pelo contrário, são muito bons mas precisam ser coordenados pela razão para que possam ajudar a que sejamos mais plenos e não o contrário, que nos atrapalhem e nos levem por caminhos que não são os de Deus.

Santo Antônio, com sua perseverança na fé e no chamado de Deus, aliado a seu exemplo de formação na fé e por seus escritos e sermões certamente pode iluminar a nossa vida para que seja também uma vida mais santa. Que Santo Antônio interceda por nós em todas as nossas necessidades.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here