Universitários de Petrópolis realizam missões em dois municípios da região serrana

337

Nas duas primeiras semanas de julho, 16 jovens universitários da Universidade Católica de Petrópolis realizaram duas viagens de missões aos municípios de Areal e Três Rios organizadas pelo Movimento de Vida Cristã e pela Pastoral Universitária da UCP.

Na primeira semana os trabalhos foram realizados no território da paróquia Nossa Senhora das Dores, em Areal, lugar majoritariamente rural e de famílias muito simples que brindaram aos missionários uma cálida acolhida.

Na segunda semana, as missões foram realizadas na paróquia Santa Luzia, em Três Rios. Lá os missionários encontraram uma realidade diferente e menos acolhedora para os trabalhos de evangelização, mas graças à ajuda de católicos do lugar, os jovens puderam realizar um bom apostolado com as famílias e os jovens do lugar.

Nas duas semanas a dinâmica consistia em meditações para os missionários na parte da manhã, e caminhar distâncias, às vezes longas, para dar catequeses às famílias, crianças e jovens do local nas tardes.

“A experiência foi muito boa, marcada pelo ardor de anunciar o Senhor Jesus em outras realidades, mas também pelo zelo da própria preparação interior para realizar este trabalho, junto com diálogos e com momentos comunitários”, disse Dante Aragón, membro do MVC que coordenou as missões.

“Esta foi a primeira experiência de um projeto que esperamos, com a graça de Deus, seja muito evangelizador tanto para as pessoas dos municípios fora de Petrópolis que irão receber missionários, como também para os próprios universitários que participarão. A ideia é que nas férias cada vez mais jovens se animem a participar”, afirmou Dante.

A experiência foi positiva para os jovens. O jovem Gustavo Loos Noel, estudante de Engenharia da UCP, afirmou: “Quando me chamaram para as missões, confesso que fiquei em dúvida se eu iria ou não, se aquilo era para mim, mas agora que eu tive essa inexplicável experiência, vejo com outros olhos as missões, com o tempo você vê que as pessoas que você ajuda, acabam te ajudando mais do que você as ajuda. Elas te fazem entender que não são os bens materiais que te fazem feliz, e sim aquelas coisas que você muitas vezes ignora em sua vida, como sua família, seus amigos, e principalmente, Deus”.

“As missões para mim me ajudaram muito no meu processo de conversão, e aproximação a Deus”, disse Gustavo.

Thaís Sardinha, também do curso de Engenharia da UCP partilhou: “As missões foram diferente de tudo o que eu já vivi em minha vida cristã. Levar uma nova esperança, que é a palavra de Deus, para aquelas pessoas que já tinham perdido a força de lutar por algo melhor, foi inexplicável. E sei que o bem que cada uma daquelas pessoas me fez, ao me receber em sua casa e partilhar seus sofrimentos ou suas alegrias. Isto me fez ver a vida de um modo mais amoroso e carinhoso para com o nosso próximo”.

Confira aqui a galeria de fotos. [nggallery id=21]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here