“Volte a sua casa e ame a sua família.”

1394

O segundo dia do Congresso Internacional sobre a mulher, organizado pela Associação de Betânia do Movimento de Vida Cristã, foi marcado por palestrantes homens, o que poderia ser questionado, por se tratar de um congresso sobre a mulher. No entanto, as visões desde uma perspectiva masculina, tanto de um sacerdote, Pe. Andrés E. Machado do Sodalício de Vida Cristã, quanto de um esposo, o argentino Christian Conen, trouxeram em suas palestras as características femininas e como as mulheres tem um papel fundamental na vida de seu esposo e de sua família.

Christian Conen durante a sua conferência.

O conferencista Christian Conen, professor e investigador do Instituto da Família da Universidade de Sabana na Colômbia, trouxe em sua palestra ferramentas para a unidade e harmonia nas relações familiares e as contribuições das mulheres na ecologia humana, não como um lugar físico como a natureza, e sim como o conhecimento da casa, um habitat espiritual, com o amor incondicional que é a maternidade.

E sobre ela, Christian mostrou o quanto transforma a mulher e traz muitas qualidades para o ambiente profissional:

“As mães tem uma série de habilidades que são apreciadas pelo mundo empresarial, por exemplo, as capacidades de: comunicação com a equipe, de resolver de forma rápida situações de emergência e urgência e setenta coisas ao mesmo tempo, de harmonizar racionalidade com sensibilidade, conhecimento intuitivo, da empatia, de uma resistência. Conheço casos de processos que para homens levaram anos na empresa e que a mulher capitou intuitivamente em pouco tempo.”

Uma das apresentações.

O encerramento do dia foi marcado pelas apresentações dos grupos de trabalho e pela troca de presentes que muitas trouxeram de seus países. A recordação oficial do Congresso foi um pequeno quadro de Nossa Senhora Aparecida, para recordar e lembrar sempre o modelo de mulher que todas devem seguir.

 

Foram dois dias de reflexões profundas e mudanças pessoais, como foi o caso da betânia Margarita Rodríguez, de Santiago de Guayaquil – Equador, que compartilhou: “Creio que o papel da mulher é importante por ser ela um pilar da instituição do lar. Mas ela sozinha não pode fazê-lo. O Congresso me esclareceu a importância da complementariedade do

Pe. Andrés Machado durante a sua conferência.

desenvolvimento do homem. Tive uma experiência somente com mulheres, elas alcançaram um poder muito alto na política, mas sobraram os homens e os lares se quebraram. E nos damos conta que não é uma conquista, quando algo unido se quebra. Então vejo que sim é possível trabalhar juntos os dois e que entendendo as diferenças de pensamento, da maneira de atuar dos homens e das mulheres é possível enriquecerem mutuamente e isso me deu uma paz e uma força interior para seguir trabalhando.”

O congresso terminou na quarta-feira, dia 20 de setembro, com a Missa de Encerramento no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Todas voltaram para suas casas, provavelmente, lembrando e refletindo no que Christian recordou em sua palestra, da reposta que Santa Madre Teresa de Calcutá deu a um jornalista que perguntou o que deveria fazer para mudar o mundo: “Volte a sua casa e ame a sua família.”

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here