Caminho para Deus 232: Como posso alimentar a minha fé?

14049

Em certa ocasião os discípulos de Jesus, ao evidenciar-lhes sua pouca fé, suplicaram-lhe: «aumenta a nossa fé»[1]. Também nós, discípulos do Senhor, não poucas vezes experimentamos nossa fé fraquejar. Pode ter acontecido conosco que, diante da provação ou da fraqueza, não tenhamos sido tão fortes como gostaríamos. Às vezes até desconfiamos de Deus, nos impacientamos, duvidamos de sua presença, de seu amor por nós e afundamos – como Pedro – nas águas turbulentas de nossos medos e temores.

Esta circunstância, porém, nunca deve nos levar ao desalento. Pelo contrário, sabemos que Deus jamais nos abandonará, e que todo esforço que façamos por aumentar nossa fé se origina no convite que Ele constantemente nos faz para que nos aproximemos mais de seu amor. Isso também quer dizer que a fé, que temos por dom de Deus, necessita ser alimentada, cultivada, cuidada, como se faz com uma pequena planta. A pergunta que urge em nós é a seguinte: como posso alimentar minha fé?

Pedir o dom e colaborar

Antes de mais nada não podemos esquecer que a fé é pede um dom de Deus, e que por isso mesmo a primeira coisa que temos que fazer é pedi-lo a Ele. Por que não pedir este dom todos os dias? Deus dá a fé a quem a quem a pede de coração. «Pedi e recebereis»[2], nos diz o Senhor Jesus, e também nos recorda que dará o Espírito Santo aos que o pedirem[3]. Mudanças impressionantes podem acontecer em nossa vida apenas com um pedido a Deus para acolher sua graça. Devemos, então, pedir com “teimosa insistência” o dom da fé, como o fez o pai do menino epilético: «Creio, ajuda minha pouca fé!»[4]. Se já possuímos o dom da fé, então devemos continuar pedindo ao Senhor cada dia que aumente nossa fé, que a torne forte, sólida, inquebrantável.

Pois bem, não basta pedir incessantemente ao Senhor que Ele nos conceda ou aumente nossa fé. Pedir é o primeiro e fundamental passo, mas de nossa parte é também essencial que nos ponhamos à disposição de Deus. A fé recebida como um dom necessita, de nossa parte, ser cuidada e alimentada para que – com nossa livre cooperação – este dom vá germinando e crescendo em nós.

A fé se alimenta sobretudo da oração diária e perseverante, nutrida da Palavra de Deus, São Paulo diz que «a fé vem pela pregação»[5], quer dizer, a fé é adesão à palavra do Senhor pregada por seus mensageiros e proclamada pela Igreja toda. Neste sentido é fundamental a humilde abertura e escuta do Evangelho do Senhor Jesus, em quem encontramos a plenitude da Revelação, a Boa Nova da reconciliação para todos os homens. Por isso meditar o Evangelho em espírito de oração, em sintonia com a Igreja e sua tradição, é fundamental. Quem, como Maria, sabe escutar, acolher cordialmente, “ruminar” e meditar a Palavra de Deus e sua ação no mundo e em sua própria vida, irá crescendo em uma fé cada vez mais sólida e consistente.

A fé se alimenta também da participação na Eucaristia. Como um Cristão pode nutrir sua fé se não se alimenta do próprio Cristo, de seu Corpo e Sangue? Ele disse: «Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele»[6]. É essencial para um ramo permanecer unido ao tronco, para que não seque, mas dê fruto abundante. O fruto que procede da fé e que é a caridade. Como podemos amar como Cristo se não estamos nutridos de Cristo? Como confessamos na Missa, o Corpo e Sangue de Cristo «é Sacramento de nossa fé».

A fé se sustenta e purifica graças à confissão sacramental. Buscar o Sacramento da Reconciliação já é em si mesmo um ato de confiança em Cristo que fortalece nossa fé. Quando vou me confessar, estou acreditando no Senhor, creio que Ele transmitiu o poder de perdoar os pecados quando disse aos seus apóstolos: «Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos»[7]. E junto com o perdão de nossos pecados, recebemos a graça que nos fortalece em nossa vida cristã, na luta de cada dia. Assim, a graça recebida fortalece nossa fé na mente, no coração e na ação.

Quem compartilha, cresce.

A fé não só se fortalece mediante a oração e os sacramentos, como cresce muitíssimo quando é compartilhada. Isto também é muito importante, pois não podemos cair na ilusão de que a fé é “para mim mesmo” e que se vive somente no íntimo. Não! A fé necessita ser compartilhada, senão murcha. Ao compartilhá-la com os outros, ao converter-nos em portadores do dom que recebemos em Jesus Cristo, a fé se torna mais forte em nós mesmos.

Finalmente, se queres alimentar tua fé, vive a caridade! Como claramente adverte o Apóstolo Tiago, «a fé: se não tiver obras, é morta em si mesma»[8]. A fé necessita ser expressa em obras concretas, em obras de caridade para com o próximo. É muito simples: se não lutas por viver de acordo com a tua fé, terminarás vivendo como quem não crê: por mais que leves o nome de “cristão”, viverás como um agnóstico ou ateu. Se queremos que nossa fé permaneça, cresça e se fortaleça dia a dia, devemos amar nossos semelhantes como Cristo nos amou, com uma caridade afetiva e efetiva. Assim a fé, como nos pede o Apóstolo Pedro, deve levar-nos à perfeição e à caridade[9]

 

PERGUNTAS PARA O DIÁLOGO

  1. Depois de ler o texto, de que maneira concreta você considera que pode alimentar sua fé?
  2. Você se identifica com alguma passagem da Escritura que fale da fé dos discípulos?
  3. “A fé não implica em que Deus faça o que eu espero, mas em fazer o que Deus me pede”. O que você pensa desta sentença?

 

PASSAGENS PARA A ORAÇÃO

Pedir o dom da fé: Mt 7,7; Lc 11,13; Mc 9,24.

Tornar a fé em obras: Mt 7, 21; Tg 2,17

Compartilhar a fé: Mt 28, 19-20; Mc 16, 15

 

GUIA PARA A ORAÇÃO

  1. Invocação Inicial:
    Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
  2. Preparação:
    a) Ato de na presença de Deus.
    b) Ato de esperança na misericórdia de Deus.
    c) Ato de amor ao Senhor Jesus e a Santa Maria

Corpo:
a) Mente:
– Medito no que o texto diz em si mesmo;
– Medito no que o texto diz para mim (em si – em mim);
b) Coração:

   – Elevo uma prece buscando aderir-me cordialmente àquilo que descubro com a mente e abrindo meu coração ao Senhor.

c) Ação:
– Resoluções concretas.

  1. Conclusão:
    – Breve ato de agradecimento e súplica: ao Senhor Jesus e a Santa Maria.
    – Rezo a Salve Rainha ou outras orações marianas.
  2. Invocação final:
    – Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

TRABALHO DE INTERIORIZAÇÃO

Leia e medite atentamente as seguintes palavras de Bento XVI:

«Queridos amigos, também nós estamos chamados a crescer na fé, a abrirmos e acolhermos com liberdade o dom de Deus e ter confiança e até gritarmos a Jesus: “Dá-nos a fé, ajude-nos a encontrar o caminho!”. É o caminho que Jesus pediu que percorressem os discípulos, a cananéia e os homens de todos os tempos, cada um de nós. A fé nos abre para conhecer e acolher a identidade real de Jesus, sua novidade e unicidade, sua Palavra, como fonte de vida, para viver uma relação pessoal com Ele. O conhecimento da fé cresce, cresce com o desejo de encontrar o caminho, e definitivamente é um dom de Deus, que se revela a nós não como uma coisa abstrata, sem rosto e sem nome. Melhor dizendo, a fé responde a uma Pessoa».

  • Escreva uma oração pedindo ao Senhor que te ajude a crescer na fé.

O Papa Francisco nos recorda que devemos estará atentos «para perceber a Palavra de Deus presente nos textos bíblicos situando-os no seio da própria fé da Igreja. A interpretação das Sagradas Escrituras não pode ser somente um esforço científico e individual, deve ser sempre confrontada, integrada e autenticada pela tradição viva da Igreja […]. Os textos inspirados por Deus foram confiados à comunidade dos crentes, à Igreja de Cristo, para alimentar a fé e guiar a vida de caridade».

  • Por que a meditação bíblica pode ser ocasião para alimentar a minha fé?
  • Como posso aproveitar melhor a leitura e meditação da Sagrada Escritura?
  • Escreva três meios concretos que te ajudem a crescer na fé.

[1] Lc 17,5

[2] Mt 7,7

[3] Lc 11,13

[4] Mc 9,24

[5] Rom 10,17

[6] Jo 6,56

[7] Jo 20,23

[8] Tg 2,17

[9] 2Pe 1, 5-7

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here