O "Despertar do Gigante" – Alexandre Borges de Magalhães

1046

Os acontecimentos das últimas semanas no Brasil têm sido qualificados como o “despertar do gigante”. Espero que seja assim mesmo e que os brasileiros, especialmente os mais jovens, sejam capazes de mostrar que estão realmente comprometidos com o bem do próximo e com o bem comum de todos no país e, claro, que façam isso sem violência.

Além do pedido por melhorias no país, talvez o mais importante de tudo o que estamos vivenciando seja a demonstração de que a juventude de hoje é como a juventude de sempre, INQUIETA. A juventude é uma etapa privilegiada da existência humana, a época das tomadas de decisão mais relevantes para toda a vida do ser humano. Muitos hoje em dia acreditavam que a juventude estava tão anestesiada pelas “bondades” da cultura do entretenimento, que chegavam a pensar que o gigante não só estava dormido, mas morto.

Mas este “gigante”, que não morre nunca é o CORAÇÃO humano, buscador por excelência de infinito, de grandeza, de bondade, de justiça, de beleza, de bem e de eternidade. Este gigante acordou e está nas ruas fazendo reivindicações mais que justas e está deixando políticos, jornalistas e líderes de opinião perplexos.

Há dois milênios atrás dois jovens, André e Felipe, foram interpelados por Jesus: “Que procurais?” (Jo 1,38). Esta mesma pergunta é feita pelo Senhor a cada um de nós todos os dias de nossas vidas, mas ressoa particularmente forte no jovem e naqueles que mantêm o coração juvenil apesar da passagem dos anos.

A imensa maioria dos jovens que tem se manifestado em nossas cidades não está em busca de uma resposta meramente política e não está disposto a sucumbir a ideologias alienantes. Sim está à procura de RESPOSTAS plenas e integrais que possam dar sentido às suas vidas, o que certamente passa por ajudar a construir uma sociedade mais justa, fraterna, honesta e reconciliada, mas vai inclusive além.

Particularmente impressionante é o fato de que estes jovens deram as costas e desdenharam à mesmíssima Copa das Confederações em pleno “país do futebol”! Este fato deixa claro que a busca de transcendência está à flor da pele. Os nossos jovens sim são capazes de priorizar o essencial! Mais importante que a Copa é a saúde e a educação do povo, bradam com toda razão.

Cabe ressaltar que para os cristãos é também fundamental dar inclusive um passo a mais: o ser humano tem ANSEIO DE INFINITO em seu interior, tem ânsias de encontrar a felicidade plena que o seu coração busca e que só pode ser saciada por Aquele que é infinito, Deus. Além do mais, não podemos esquecer nunca que o primeiro campo de mudança sou eu mesmo. O mundo só melhora se começamos a transformação por nós mesmos, buscando viver uma conversão permanente.

Finalmente lembremos que dentro de muito pouco teremos a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, com milhões de jovens do mundo inteiro em nosso país. A geração JMJ, nutrida pelos valores perenes do Evangelho, vem tentando nas últimas décadas manter aquele gigante, o coração humano, acordado. Opino que a inquietação do jovem brasileiro que agora se faz evidente abre um excelente espaço para que os jovens católicos façam-se também escutar, na construção de um Brasil melhor e no anúncio destemido de Jesus, o Filho de Santa Maria, Aquele que responde plenamente aos anseios mais profundos do nosso coração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here